Este assunto polêmico é uma preocupação crescente de muitos consumidores e, também, nossa. Os testes em animais são regulamentados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que é o órgão responsável pelo setor de cosméticos no Brasil. Porém, na Pink Cheeks, optamos por não utilizar a conduta de testes em animais.

Mas como os nossos produtos podem ser considerados seguros?

Para que nossos produtos sejam seguros, há diferentes condutas que tomamos. A primeira é escolher matérias-primas que são tradicionalmente usadas pela indústria cosmética, que não representam riscos à saúde, não necessitando, portanto, de testes adicionais.

Em segunda instância, por sermos uma empresa de pequeno porte, não temos o controle total sobre a produção matérias-primas, dependendo, portanto, de fornecedores. Assim, procuramos escolher fornecedores que tenham esta mesma mentalidade que a Pink Cheeks: a de não utilizar testes em animais.

Por fim, após a combinação de matérias-primas vindas de diversos fornecedores, nossos produtos acabados que necessitam de registro e testes, segundo a ANVISA, são testados em laboratórios credenciados, que utilizam humanos voluntários para testarem os produtos em sua pele.

Estes testes são importantes pois verificam os riscos de alergias, por exemplo. Outros, são feitos para averiguar o tempo de resistência do produto debaixo da água, no caso de filtros solares, por exemplo. E assim existem outros tantos testes que fazemos, sempre para conferir a segurança, eficiência e eficácia de nossos produtos.

Estes laudos são anexados nos processos da ANVISA quando há estudo clínico, no momento do registro de nossos produtos, assegurando que o produto é adequado para o uso na pele.

Nossos produtos possuem ingredientes de origem animal?

Alguns sim, como o Redless Bastão (possui cera de abelha), a linha Anti Shock, que possui ceramidas, e o Anti Shock Mascara, que possui queratina. Entretanto, é nossa intenção diminuir a ZERO as matérias-primas de origem animal e estamos trabalhando neste processo de substituição.

Além disso, também nos preocupamos muito com a qualidade das matérias-primas e entendemos que substituir uma matéria-prima de origem animal por outra similar sintética é algo a se estudar bastante. Afinal, mais do que não possuir matérias-primas de origem animal, é necessário ser um produto de boa qualidade. Assim, a busca por matérias-primas naturais e agradáveis ao planeta e ao nosso corpo é uma solução que sempre buscamos.

Parabenos

Outro assunto polêmico da indústria cosmética são os parabenos. Amplamente utilizados devido ao seu custo acessível e eficácia, os parabenos são conservantes, que ampliam a vida útil do produto, prevenindo a proliferação de fungos e bactérias. Entretanto, alguns estudos relacionam o uso do parabeno ao desenvolvimento de algumas doenças.

É um fato que os produtos sem parabenos são produtos mais caros, porém, nós optamos por não utilizá-los em nossos produtos. Assim, todos os produtos da Pink Cheeks não possuem parabenos.

Questionamentos

Recebemos em nosso SAC diversos clientes preocupados com os testes em animais e, por isso, respondemos publicamente aos questionários que recebemos.

1. Realiza testes em animais?

Não realizamos testes em animais.

2. Terceiriza algum laboratório para a realização de testes em animais?

Nossos produtos que necessitam de registro, segundo a ANVISA, possuem testes de segurança realizados em laboratórios credenciados, em humanos voluntários, com acompanhamento de médicos e especialistas.

3. Como são realizados todos os testes da marca?

São realizados nestes laboratórios credenciados. O teste, por exemplo, de durabilidade do produto na água (teste de resistência à água) é feito com a aplicação do produto na pele das pessoas e a medição do FPS antes da imersão na água. Após a imersão das mesmas em uma piscina por algumas horas, realiza-se nova medição. E assim por diante. Há, obviamente, um protocolo específico para cada teste, mas em resumo, o processo é este.

4. Quais produtos da marca são livres de ingredientes de origem animal?

Temos o Redless Bastão, que possui cera de abelha, e a linha Anti Shock, que possui ceramidas e o Anti Shock Máscara, que tem queratina. Demais produtos não possuem matérias-primas de origem animal.

5. Os produtos de vocês são fabricados/embalados por quem?

São produzidos pela Apoteka, que é uma indústria de cosméticos de uma das diretoras da Pink Cheeks, justamente para que todo o processo de qualidade seja checado de perto.

6. O fabricante, caso não for vocês próprios, realiza testes em animais ou os terceiriza?

Não realiza testes em animais.

7. Os fornecedores dos insumos dos produtos realizam algum tipo de testes em animais ou os terceirizam?

Procuramos escolher fornecedores de matérias-primas não realizam testes em animais.

8. Patrocina algum evento? Se sim, quais?

Patrocinamos inúmeros eventos de corrida, ciclismo, triathlon, crossfit e demais eventos ligados ao esporte.

9. Comercializa seus produtos na China?

Não. Nossos produtos são vendidos no território brasileiro, apenas.

10. Possuem “empresa-mãe”?

Não.

11. Vocês podem me garantir que nenhum ingrediente de seus produtos é testado em animais em qualquer etapa da produção por quem quer que seja?

Nossos produtos possuem inúmeras matérias-primas, de diferentes fornecedores. Ainda assim, prezamos para que toda a cadeia de fornecimento seja contra os testes em animais e, portanto, damos preferência a fornecedores que não realizam testes em animais.

4 thoughts on “A Pink Cheeks testa em animais?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.